Bistecca alla fiorentina – Parte II

English Version
Buca Lapi, o restaurante mais antigo de Florença

Agora que vocês já estão craques e sabem tudo sobre ela, me sinto na obrigação de indicar um lugar, em Florença, onde, na minha opinião, ela atinge seu ápice: o Buca Lapi.

Situado em uma ruazinha que cruza a chiquérrima Via de’ Tornabuoni (onde estão todas as lojas de grife), e bem do lado da janelinha da Cantinetta Antinori, o Buca Lapi é um templo da cozinha fiorentina. Na verdade, é o restaurante mais antigo da cidade, tendo sido aberto em 1880, no porão do Palazzo Antinori.

O atual proprietário, Luciano Ghinassi, está sempre perambulando entre a sala e a cozinha (que é à vista, e o sortudo que consegue uma mesa na primeira sala, pode acompanhar de pertinho tudo que acontece lá dentro), checando se o ponto da carne está bom, se as taças de vinho dos clientes estão cheias, e por aí vai.

Aliás, todo o serviço ali é excelente. Os garçons, falando um ótimo inglês, são sempre muito atenciosos e prestativos, dando, inclusive, o manual de instruções de como enfrentar aquele monstro delicioso que é a bistecca alla fiorentina (aliás, é permitido, e recomendado, chupar o osso no final!).

É também o Sr. Ghinassi que prepara as ótimas sobremesas da casa, como esse creme caramel delicioso e, atrás, na foto, uma sobremesa mágica: uma torta de chocolate deliciosa, que não contem lactose, glúten, nem açúcar…! Sei lá como ele conseguiu essa proeza, mas garanto que é deliciosa!

Creme Caramel e torta mágica
Creme Caramel e torta mágica

Antes de falar do carro-chefe da casa, faço um parênteses: o restaurante não é indicado apenas para quem quer comer aquele bifão. Ali, todos os dias, os clientes podem se deliciar com especialidades típicas toscanas simplesmente excelentes, como os crostini caldi, como esse com ricota e linguiça que era uma bomba de sabor:

Crostino de ricota e linguiça: uma bomba!!
Crostino de ricota e linguiça: uma bomba!!

A ribollita (que é uma espécie de sopa de legumes e grãos engrossada com miolo de pão), ótimas massas frescas e um dos melhores pratos que tive o prazer de comer neste 2015: o cinghiale con polenta (tipo um ensopado de javali, cozido muito lentamente e servido com polenta):

O melhor de 2015 até agora: cinghiale con polenta
O melhor de 2015 até agora: cinghiale con polenta

Voltando a ela, à fiorentina, como falei ontem, sua qualidade depende basicamente da matéria prima e do modo de preparo. Pois bem, ali, a carne (do tipo “chianina”) vem invariavelmente de produtores da região escolhidos a dedo. Quanto à preparação, o Buca Lapi é ainda um dos poucos lugares no centro de Florença que contam com uma churrasqueira com carvão, como manda a tradição. Antes de servir, o prato ganha ainda um fiozinho de azeite extra-virgem toscano e, pronto.

Como se diz na Italia: “è la morte sua” (algo como: “é o melhor modo que se pode imaginar”).

Linda, suculenta e perfumada!
Linda, suculenta e perfumada!

(Buca Lapi, Via del Trebbio, 1/r, Florença. Aberto só de noite. É necessário reservar: Tel: +39 055 213768)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s