FloCiBO na estrada – Cape Town

Cabo da Boa Esperança
Cabo da Boa Esperança

Talvez vocês tenham percebido que estou meio ausente nos últimos dias… o motivo, como alguns sabem, é que estou de férias (finalmente!) e minha primeira etapa foi a linda Cape Town (Cidade do Cabo), na África do Sul.

Mas, mesmo curtindo meus dias livres, não podia deixar de compartilhar com vocês algumas das minhas experiências gastronômicas mais interessantes por lá. Vamos ao top 3.

1) Mexilhões 

Mexilhões com molho cremoso
Mexilhões com molho cremoso

Eu amo esses moluscos e, na Itália, o costume é prepará-los apenas com alho, vinho branco e salsinha. Aqui na África, porém, eles jamais vêm servidos sem um molhinho cremoso, que pode ser simplesmente com creme de leite e vinho branco (como esse da foto) ou ainda mais interessante, com leite de coco.

2) Um almoço em uma vinícola local 

Ao longo da viagem, fiquei impressionada com a qualidade dos vinhos locais. E, ali pertinho de Cape Town, existe uma região, Constantia, cheia de vinícolas lindas, ótimas para quando se quer escapar um pouco da cidade e comer e beber bem, em meio a um contexto lindíssimo.

A escolhida foi uma das maiores, a Groot Constantia, que é localizada em uma espécie de fazenda estupenda, super bem cuidada, com dois restaurantes e muito espaço para perambular em meio ao verde – e às uvas, claro.

3) Mix de carnes de caça grelhadas

Mix de carnes de caça grelhadas, no Mama Africa (Cape Town)
Mix de carnes de caça grelhadas, no Mama Africa (Cape Town)

Mas, a experiência mais bacana foi no restaurante super tradicional da cidade, o Mama Africa (na região mais animada, a Long Street), onde são servidos pratos típicos e tradicionais da região. A melhor escolha é, sem dúvida, o mix de carnes de caça grelhadas, com avestruz, crocodilo, impala, antílope, linguiça de cervo e uma espécie de javali que, segundo a garçonete do lugar, é nada menos que o “Pumba”, do Rei Leão.

Quadro no Mama Africa: "nós servimos turistas"
Quadro no Mama Africa: “nós servimos turistas”

Juro para vocês que é tudo delicioso. Por serem selvagens, as carnes são um pouco mais duras do que um filé mignon, claro, mas têm um sabor bem delicado (à exceção do impala, que é um pouco mais forte). A mais divertida é a de crocodilo, que é algo como um meio termo entre frango e um peixe de rio (tipo pintado) e como condimento tem um molhinho de amendoim estranho, mas bom.

Toda essa fartura vem servida com acompanhamentos típicos: uma espécie de angu e algo semelhante à canjica.

Resumindo, minha viagem a Cape Town foi uma sequência de (boas) surpresas; a começar pela cidade, que é linda, segura e animada; passando pelos parques naturais nos arredores – o parque onde fica o Cabo da Boa Esperança é estupendo –; as praias paradisíacas – inclusive uma onde se pode mergulhar com pinguins! –; mas, sobretudo em relação à comida: nunca pensei em comer crocodilo ou “Pumba” e gostar!! E, no final das contas, já não vejo a hora de repetir a experiência!

2 Comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s