As quatro estações

No Brasil, as estações passam sem deixar muitas marcas; durante quase todo o ano, faz calor, chove, faz uns dias fresquinhos e por aí vai. E, mesmo no inverno (pelo menos o paulistano), os dias de frio são poucos, e sempre intercalados com um calorão – eu, por exemplo, cultivava durante todo o ano uma saudosa marquinha de biquíni…

Pois bem, tudo mudou quando cheguei aqui na Itália.

Em Bologna, por exemplo, no verão a temperatura média é 32 graus e, no inverno, zero. Por isso mesmo, não é de se estranhar que as coisas efetivamente se transformem com as estações. Inclusive aquilo que se come.

Tudo bem, mesmo aí no Brasil, é natural que em janeiro as pessoas se joguem sem dó no sorvete, saladinhas e frutas; e que no inverno os amigos se reúnam para comer fondue… mas, aqui, isso vai além. O cardápio, e os ingredientes, variam muito conforme o período do ano.

Na verdade, para além das camadas (a mais, ou a menos) de roupa, descobri uma das formas mais bonitas de se acompanhar as mudanças de estação: as bancas de frutas e verduras.

image

Tenho a sorte de morar do lado de um dos lugares mais fascinantes da cidade, o Quadrilátero (já falei dele aqui) e, por isso, literalmente passo na frente dessa linda feira ao ar livre todos os dias. Nessas minhas andanças, percebi que não é sempre que tem mexerica, cogumelos, uva ou abóbora. Tudo depende da época.

Agora, por exemplo, todas as banquinhas estão cheias de alcachofras e brócolis e, de uma semana para cá, comecei a ver chegarem favas frescas. Mas, para a minha tristeza, as abóboras e as ameixas, que eram figurinha carimbada até dois meses atrás, sumiram.

Isso sem falar nas variedades estranhíssimas com que me deparei desde que cheguei! Dou quatro exemplos de coisas que estão na época por aqui: as inúmeras variações de brócolis e couve-flor (como o brócolis romano, que parece uma montanha de árvores de Natal empilhadas e têm um sabor mais suave que o brócolis normal; ou as couves-flores roxas e rosas, belíssimas);

Brócolis romano e couves-flores roxas
Brócolis romano e couves-flores roxas

seus parentes próximos, as cime di rapa (que são protagonistas de uma das minhas massas preferidas: orecchiette con cime di rapa);

Cime di rapa: o primo do brócolis que vem da Puglia
Cime di rapa: o primo do brócolis que vem da Puglia

as puntarelle (que são como um híbrido entre a endívia e o salsão, só que mais amargo, do qual se comem só as pontas – sempre cruas, em uma salada temperada com limão, pimenta-do-reino e às vezes alici);

Puntarelle: entre a endívia e o salsão
Puntarelle: entre a endívia e o salsão

e a barba di frate (literalmente, “barba de frade”, que é uma das espécies mais exóticas que encontrei por aqui. É tipo um espaguete vegetal com gosto de espinafre…!!! Eu adoro!).

Barba de frade: Espaguete vegetal!
Barba de frade: Espaguete vegetal!

Assim, enquanto testo novas receitas com estes, e espero que os morangos e pêssegos retornem (e que os tomates voltem a ficarem docinhos!), me lembro que, no Brasil, tem chuchu, mamão e laranja doce como mel o ano todo… e isso, meus amigos, não deve ser dado de barato… deve ser festejado!

9 Comments

  1. paula

    Olá Flora,
    Amei a dica dos livros. vou à Saraiva ver. pois gosto mesmo de folhear antes de comprar.
    Estou fazendo o brodo que voce postou outro dia, depois te falo como ficou.
    Um abraço e mais uma vez obrigada pelo seu tempo e dedicação.
    Paula.

    1. Flora Pinotti Sano

      Oi, Paula! Obrigada você pela presença e pela vontade de testar minhas dicas (literárias e culinárias!)
      Depois me conte como ficou o brodo! Espero que dê certo!!
      Beijo grande e volte sempre!

  2. paula

    Oi. flora
    Que linda as verduras, mas a couve-flor lilas achei um pouco estranha.
    As vezes quando compro mamão papaya lembro que vc tem saudades.
    Sera que terei saudades de mamão também?, pois eu como quase todos os dias no desjejum. Do chuchu tenho certeza que não, mas da farinha, vixê!!! , acho que vou morrer, rsrsrs.
    Abraço.
    Paula

    1. Flora Pinotti Sano

      Oi de novo, Paula!
      De fato, a couve-flor lilás é um pouco inusitada…! Mas é linda não é??
      Te garanto que só comecei a dar o devido valor ao mamão quando vim para cá…!! Aproveite por mim 🙂
      E, quanto à farinha…!! Nem me fale!! Morro de saudades!!!!
      Super obrigada, de novo, pelo carinho!
      Beijo enorme,
      Flora.

  3. Maria da Graça

    Olá Flora!
    Estou programando ir em agosto.Pretendo ficar 24 dias e daí ir e voltar para outros lugares.Reservei hotel pelo Booking.com.É realmente muito quente e caro ou da para desfrutar bem?

    1. Flora Pinotti Sano

      Oi Maria! Recebi seu email e vou responder assim que tiver um tempinho hoje, ok?
      Mas adianto que, infelizmente, agosto aqui parece um forno (é MUITO quente)… por outro lado, comparado com outras grandes cidades da Itália, é mais barato.
      Beijos

  4. Maria da Graça

    Flora,
    Muito obrigada por todas as dicas e teu lindo Blog.
    Breve… vou te dizer o quanto me ajudou.
    Vc é uma pessoa singular, é disto q o nosso Planeta precisa.
    Tudo de melhor !…e beijo no coração.
    Maria

  5. Maria da Graça

    Oi Flora!
    Pois é, apesar de conhecer bem muitos lugares da Itália, não tinha me ligado na possibilidade do calor forte de Bolognha.Então mudei tudo.Consegui um lugar legal em Florença.Vou ficar um mês.Mas planejo ir todas as semanas de trem para aí.O mês melhorou -junho.Vou seguir as tuas dicas.
    Tudo de bom!
    Maria

    1. Flora Pinotti Sano

      Oi Maria! Fico muito feliz que tenha conseguido organizar tudo direitinho!
      E espero que as dicas funcionem!
      Super obrigada pelo carinho e, desde já, boa viagem!
      Beijo grande,
      Flora.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s