Algumas regrinhas italianas – ilustradas

Falei há pouco dessa enorme manifestação que será a EXPO 2015 em Milão e, sem querer fazer suspense, mas já fazendo, garanto que ainda falarei muito dela por aqui.

Pois bem, no último post sobre o assunto, mostrei algumas imagens muito bacanas, compartilhadas na página facebook do projeto Short Food Movie – Feed your Mind, Film your Planet, e hoje quero ir além.

Nessa mesma página, foi publicada uma série de “panfletos” que ilustram algumas expressões absolutamente fundamentais em todas as mesas italianas. Vamos a elas:

"Butta la pasta"! Ou seja, "Joga o macarrão!"
“Butta la pasta”! Ou seja, “Joga o macarrão!”

Butta la pasta! – Lembram aquele programinha famoso há muitos anos atrás (i.e. na minha infância), “A Família Dinossauro”? Pois bem, o que é que tiranossauro Rex, chefe da casa, falava à sua bela dinossaura toda vez que abria a porta?

– “Querida, cheguei!”

Bom, aqui na Itália seria um pouco diferente. Ele diria: “Tesoro, butta la pasta!” (ou seja, “Querida, jogue o macarrão na água!”).

"Al dente" - um dos poucos dogmas da cozinha italiana.
“Al dente” – um dos poucos dogmas da cozinha italiana.

Al dente – Acho que essa aqui é a mais fácil da lista. Todo mundo sabe (ou está sempre em tempo de aprender!) que macarrão de verdade JAMAIS deve ser molengo. Ou seja, deve estar cozido, mas ainda oferecer alguma resistência à mordida; em outras palavras, deve ser “al dente”.

Essa regra, aqui na Itália, é um dos poucos dogmas absolutos. Pasta “scotta”, ou seja, cozida demais, é absolutamente inaceitável. (Uma dica para acertar o ponto: sempre escorra a massa um ou dois minutos antes do que diz a embalagem).

"Mantecare" - ou seja, fazer o risoto ou a massa ficarem cremosos
“Mantecare” – ou seja, fazer o risoto ou a massa ficarem cremosos

Mantecare – Essa aqui é para os cozinheiros de mão cheia. “Mantecare”, literalmente, é “amanteigar”. Mas, no sentido geral, é usado para designar o último momento de cozimento de um risoto ou de uma massa. Com o fogo já desligado, adiciona-se manteiga (no caso do risoto), ou simplesmente a água na qual a massa foi cozida (a preciosa “acqua di cottura”), no caso do macarrão, e mistura-se tudo por alguns minutos. O resultado é que o amido da massa, ou do arroz, vem à tona e forma, naturalmente, uma espécie de creminho – que, na minha opinião, faz TODA a diferença e distingue uma massa ou risoto meia-boca de um prato bom de verdade.

"Fare la scarpetta", ou seja, lambuzar uma fatia de pão com o molhinho que sobrou no prato!
“Fare la scarpetta”, ou seja, lambuzar uma fatia de pão com o molhinho que sobrou no prato!

Fare la scarpetta – Por último, uma regra de ouro, que dou Graças a Deus todos os dias por existir. Aqui na Itália, não só é permitido, quanto altamente recomendado, pegar um pedaço de pão e esfregar no prato depois que terminamos de comer, para que todo o molhinho que sobrou seja absorvido e não haja qualquer desperdício. Os chefs ficam contentes, aqueles que lavam os pratos mais ainda, e os comensais nem se fala.

A expressão para isso é “Fare la scarpetta”, literalmente, “fazer o sapatinho”… que não faz sentido nenhum; mas acho que deu para entender do que se trata, né?

Nota: Todas as fotos foram reproduzidas da página facebook do Short Food Movie – Feed your Mind, Film your Planet. Para conferir os originais (e muito mais) vá a https://www.facebook.com/shortfoodmovie/

2 Comments

  1. Mari

    Bom dia Flora!
    Como sempre aprendendo muito c teus posts..
    Adoreeeei saber sobre essa regrinha de lambuzar o pãozinho no molho!! 😉
    q é uma delicia..êta povo sabido!!! e viva as coisas boas e simples da vida!! Ahh na minha próxima receita vou fazer o mantecare 🙂
    Bjus querida
    PS curiosa p ver a Expo 2015

    1. Flora Pinotti Sano

      Que fofa, Mari!! E resolvi publicar esse post justamente porque acredito que essas regrinhas são de ouro!! Hehe
      E quero fazer um só sobre “a técnica do mantecare”, que meu noivo é expert! Assim que fizer, te dedico 🙂
      Super obrigada por marcar presença por aqui!
      Beijo enorme,
      Flora.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s