Croissant não, cornetto (ou brioche)

English version

Brioches no Jazz Club
Brioches no Jazz Club

– Buongiorno, posso avere una brioche?

– Certo, quale vuoi? Vuota, salata, al cioccolato, alla crema, alla marmellata, integrale al miele o salata ai cereali?

O diálogo acima, ainda que você não o tenha entendido completamente, repete-se diariamente, milhões de vezes, todas as manhãs na Itália.

Trata-se de uma breve conversa entre um cliente morrendo de sono tentando escolher qual será sua primeira refeição do dia e um dono de bar (já expliquei aqui que “bar” na Itália é lugar de tomar café-da-manhã, não cachaça).

Em linhas gerais, aqui, a prima colazione tradicional é composta de um pão folhado tipo croissant (cujo gênero é denominado “pasta”) e um expresso, ou cappuccino.

Mas não confunda pasta, ou suas espécies mais comuns, o cornetto ou a brioche, com o salgado e amanteigado croissant francês.

A primeira diferença básica é que a massa é mais leve, aerada, e menos gordurosa. A segunda é que normalmente vem recheada – os clássicos são creme (alla crema), geleia (alla marmellata) e chocolate (al cioccolato).

Aí alguém vai me dizer:

– Pera lá! Mas na França existe o pain au chocolat!

Justo. Mas, se o delicioso folhado francês é quadradinho e recheado com chocolate puro, o italiano é um cornetto rechado com Nutella – sim, porque aqui na Itália, quando se fala em chocolate pela manhã, se entende Nutella.

Simplesmente NUTELLA
Simplesmente NUTELLA

– Tá, mas eu já comi brioche sem recheio na Itália…

Sim, você tem razão de novo. E aqui existem duas versões: a doce (“vuota”, ou “vazia”) e a salgada (“salata”). Quanto à primeira, é chamada “vuota” justamente porque é a base para todos os recheios que virão em seguida – os pãezinhos são recheados manualmente e, nos melhores bares, momentos antes de serem servidos ao cliente.

Para deixar as coisas ainda mais divertidas, recentemente foram inventadas variações sobre o tema: brioches integrais, que podem ser salgadas – as minhas favoritas, normalmente com grãozinhos de cereais e sementes em cima – ou adocicadas com mel.

Como se trata do menu tradicional do café-da-manhã, não é de se surpreender que as gôndolas dos supermercado estejam cheias de produtos prontos os mais variados. Não são necessariamente ruins, mas não é a mesma coisa… os bons bares enfornam seus produtos todas as manhãs (o Jazz Club, meu preferido, não usa nem mesmo produtos congelados, como a maioria dos bares; seu fornecedor chega diariamente, às 6 da manhã, com dezenas de brioches fresquinhas)

Por essas e outras, começar o dia com um cornetto recém saído do forno é iniciar o dia com o pé direito – e não ver a hora que a manhã seguinte chegue.

Buongiorno!
Buongiorno!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s